Mosca

Controle de Moscas em ambientes no Rio de Janeiro

Dedetização especializada de moscas

Insetos voadores pertencentes a ordem Díptera, são os mais encontrados em todo o mundo.

Dentro das espécies, algumas são hematófagas e outras se alimentam de matéria orgânica fresca ou em decomposição, razão pela qual se tornam vetores de vários microorganismos causadores de doenças, tais como: febre tifóide e paratifóide, diarréia, cólera, vermes intestinais, poliomielite, entre outras.

Este inseto possui apenas um par de asas membranosas correspondente às asas anteriores. Estes insetos apresentam metamorfose completa, isto é, apresentam as fases de ovo, larva, pupa e adulto.

Além de transmitir endemias, algumas das espécies de moscas competem com o homem por alimento, como no caso da mosca das frutas (Anastrepha spp), que causa danos diretos no processo produtivo.

Dentre as espécies caracterizadas como pragas, temos a mosca comum (Mosca domestica), mosca dos estábulos (Stormoxys calcitrans), mosca das latrinas (Phania spp), entre outras.

Há vários outros tipos de moscas menos freqüentes nas residências, mas que estão nas cidades. Existem as que se alimentam de cadáveres onde também põem seus ovos (Sarcofagídeos) e as de coloração metálica (Califorídeos) que vivem do lixo mas preferem carne e seus derivados.

Há ainda, as pequenas Drosophilas e as “Mutucas” que picam dolorosamente. Além dessas, ocorrem várias outras espécies que causam incômodo e contaminações.

Serviços de dedetização de moscas

Fale conosco

Biologia e Hábitos

Insetos caracterizados por um par de asas (Dípteros), apresentam aparelho bucal do tipo esponjoso, suas larvas não possuem pés e geralmente tem a cabeça retraída dentro do tórax.

A oviposição pode se dar em ambientes ricos em matéria orgânica ou diretamente nos animais parasitados. No caso da mosca comum, após a fêmea copular com o macho, deposita seus ovos, que são em torno de 75 a 100 ovos por lote, colocando-os num total de 5 a 6 lotes; a eclosão destes ovos no período quente, fica em torno de 12 a 24 horas.

Após a liberação das larvas, esta fase dura aproximadamente de 4 a 7 dias; ao término deste período, começa a fase pupal, que dura algumas horas, fechando seu ciclo com a fase adulta. No verão, dependendo da temperatura e umidade, pode-se chegar a duas gerações de moscas em um mês.

As moscas são atraídas por uma grande variedade de alimentos, o alimento ingerido só pode ser liquido ou pastoso e para isso a mosca lança uma substância (saliva) sobre o mesmo para dissolver e assim poder ingeri-lo, pois não consegue colocar nada sólido para dentro do organismo.

Normalmente estes insetos alimentam-se de fezes, escarros, pus, produtos animais e vegetais em decomposição, açúcar, frutas entre outros.

Este inseto é muito ativo durante o dia a noite ele repousa. Os locais visitados pelas moscas apresentam manchas escuras, produzidas pelo depósito de suas fezes, e manchas claras, provocadas pelo lançamento de saliva sobre o alimento, para que depois possa ser sugado.

São prejudiciais ao homem pois provocam doenças e servem de hospedeiros para agentes patogênicos.

Controle de moscas


O sucesso do controle eficiente desta praga, exige uma inspeção criteriosa dos criatórios de larvas e os locais freqüentados pelos adultos, pois na estratégia a ser adotada deverá ser efetuada ao mesmo tempo para formas jovens e adultas, impedindo as freqüentes reinfestações.

Dentro do manejo integrado de pragas , todo o tratamento químico deve ser associado com as boas práticas de higiene, reduzindo o acesso ao alimento e interferindo de forma decisiva no ciclo reprodutivo através da redução de possíveis criatórios.

Mosca doméstica

Nome popular: Mosca doméstica

É a espécie mais importante, pois além de ser extremamente bem adaptada ao ambiente, é bastante incômoda e pode transmitir mais de uma centena de organismos patogênicos (vírus, bactérias, protozoários, helmintos) para o homem e animais domésticos.

As fêmeas colocam os ovos em criadouros localizando-os através de órgãos do olfato existentes nas antenas e se posicionam de tal forma que os ovos são colocados nos locais mais úmidos e sombreados.

As moscas são transmissores de doenças ao ser humano. Após terem pousado sobre fezes, feridas e animais mortos, elas podem pousar sobre o alimento humano e contaminá-lo, depositando sobre este as bactérias contidas na sua saliva, patas e cerdas do seu corpo.

Varejeira azul

Nome popular: Varejeira azul

Nome científico: Calliphora vomitória

Medindo aproximadamente 11mm este inseto de hábitos esquisitos voa muito rápido e pousa em qualquer lugar inclusive no teto de cabeça para baixo.
Sendo encontradas nos lixões, abatedouros, pocilgas feiras livres, casas ou próximo a elas de preferência na cozinha em geral onde existe carnes expostas. Pousando em alimentos descobertos.

Este inseto tem um olfato tão apurado que percebe a presença de alimentos a distância, chegando até ele pelo faro. Adoram carne, principalmente as carnes podres. Como outras espécies, não comem nada sólido por isso antes de comer expele pela boca um suco digestivo jogando por cima do alimento tornando-o mole e fácil de ser sugado.

O adulto possui coloração azul metálico e cabeça amarelada. A larva penetra na pele em alguma ferida existente, sendo incapaz de penetrar na pele sã causando no homem e animais as mioses (bicheiras).

Mosquinhas ou mosca da banana

Nome popular: Mosquinhas ou mosca da banana

Nome científico: Drosophila melanogaster

Este inseto também conhecido como mosca-do-vinagre, mosca-da-banana ou mosca-de-frutas possui características tais como: serem amareladas, possuírem receptáculo ventral relativamente longo, testículos espiralados medianamente longos, as larvas não saltam, pentes sexuais presentes nos machos.

O desenvolvimento deste inseto, incluindo a fertilização e a formação do zigoto, ocorre dentro das membranas do ovo. Sofre metamorfose completa: ovo, larva, pupa e imago. A duração de seu desenvolvimento varia de acordo com a temperatura.

Sua alimentação baseia-se principalmente fungos e bactérias, de onde retira os açúcares necessários a sua alimentação. As fêmeas necessitam uma grande quantidade de açúcares e lêvedos para a produção de ovos e as larvas alimentam-se também de líquidos e leveduras bem como os adultos.